Por quê os Bancos tradicionais não fazem Pix com Cartão de Crédito?

As grandes instituições financeiras não fazem o PIX por cartão de crédito por não haver possibilidade de inserir saldo bancário por cartão. As carteiras virtuais (RecargaPay, PicPay, Ame Digital etc.) contudo, permitem que os usuários façam este tipo de procedimento. Isso pode parecer bastante confuso, por isso explicaremos os detalhes mais abaixo.

O PIX é um sistema lançado pelo Banco Central em 2020 que utiliza chaves, ou endereços, para transferir valores de pessoas físicas ou jurídicas. Para realizar as operação PIX padrão de acordo com o BC, o usuário precisa ter saldo. Logo, os recursos de uma conta são transferidas para outra e precisam ser existentes.

Para entender o porquê dos bancos não fazerem PIX parcelado no crédito, é importante saber como funciona esta operação.

Como funciona o PIX no cartão de crédito?

Para fazer o PIX com cartão de crédito, as carteiras virtuais utilizam o processo de colocar saldo na conta via cartão embutido ao envio do PIX. Isso cria uma sensação de simultaneidade, porém são dois processos distintos. Desta forma esta operação é passível de incidência de juros, em contraste ao PIX tradicional.

Outro detalhe interessante é que é possível parcelar o PIX até 12 vezes, o que não é possível no sistema original do Banco Central. Assim, os usuários podem mitigar os gastos da operação nos meses seguintes, porém a um custo mais alto.

As grandes instituições bancárias atualmente não são permitidas pelo BC a colocar saldo em conta corrente utilizando o cartão de crédito. As opções são pela maneira convencional (dinheiro ou cheque), por empréstimo ou cheque especial.

Quais são os apps que permitem fazer PIX com cartão de crédito?

Hoje os principais apps para a realização do PIX no crédito são o RecargaPay, Digio, Ame Digital e o PicPay. Eles já foram comparados aqui no Paguecontascelular em relação a suas taxas, notas na Play Store e comentários dos usuários. Você pode verificar nossa avaliação no artigo sobre apps para fazer PIX parcelado.

Qual a posição do Banco Central para o PIX no Crédito?

Por enquanto o PIX com Cartão de Crédito não é reconhecido pelo Banco Central como pertencente ao sistema PIX. Porém, o Bacen permite que Fintechs realizem este tipo de operação, por se enquadrarem como instituição de pagamento. Dessa forma, as carteiras digitais são intermediárias no procedimento, o qual é considerado um empréstimo pessoal online. Logo, este tipo de PIX está sujeito a taxas e encargos relativos às empresas.

Hoje, o BCB reconhece apenas 3 formas de envio de valores por PIX: Chaves PIX, QR Code e tecnologias de comunicação sem fio, como o Bluetooth e o NFC. Isso exclui o cartão de crédito como uma alternativa para os grandes bancos.

Existem também formas de receber dinheiro físico com o sistema, o PIX Saque e o PIX Troco. Com este recurso pode-se sacar em estabelecimentos comerciais realizando compras ou não. A Assembleia Legislativa de Minas Gerais reportou o lançamento destas funções do PIX.

No decorrer de 2022 o BC pretende apresentar o PIX Garantido, ou PIX Parcelado, divulgado no lançamento da agenda evolutiva da plataforma. Esta seria a modalidade a qual o sistema funcionaria como os cartões de crédito. Logo, seria possível parcelar pagamentos em estabelecimentos comerciais utilizando PIX.

Conclusão:

Vimos neste artigo como as Fintechs realizam o processo de PIX por Cartão de Crédito, além de explicar o porquê dos grandes bancos não o fazerem. Da mesma forma, vimos a posição que o Banco Central possui sobre este tipo de transação.

Recomendamos que este tipo de transação seja feita com uma avaliação rigorosa do usuário, pois há incidência de juros, ainda mais se optar pelo parcelamento.

5 comentários em “Por quê os Bancos tradicionais não fazem Pix com Cartão de Crédito?”

  1. Obrigada pela informação, eu me perguntei isso quando eu vi a publicação de vocês sobre como fazer pix com cartão.

    Responder

Deixe um comentário