Como fazer um PIX em até 3 minutos SEM ERRAR (método + simples)

Para saber como fazer um Pix para qualquer pessoa, sem errar e em menos de 3 minutos, é necessário reunir esses requisitos:

  • Ter um aplicativo de Pix: será necessário baixar um aplicativo que permita fazer Pix. Qualquer um serve, mas usaremos o RecargaPay neste tutorial, pois é aquele que tem o método mais simples.
  • Cadastrar sua Chave Pix: para acessar o Pix, é necessário cadastrar uma chave no aplicativo de pagamento. Ela funciona como um “identificador” que marca você dentro do sistema.
  • Saber os dados de quem vai receber: você pode fazer um Pix usando a chave de quem vai receber o dinheiro ou seus dados bancários.

Após reunir todos esses requisitos, basta seguir os passos do tutorial abaixo para fazer um Pix em menos de 3 minutos e sem errar!

Time Needed : 3 minutes

  1. Baixe o aplicativo para Pix

    O Pix é um sistema digital de transferências e, por isso, o primeiro passo para usá-lo é ter um aplicativo que permita acessá-lo.

    Neste tutorial, usaremos o RecargaPay, pois é o app que tem o método mais simples, rápido e confiável para fazer Pix sem errar.

  2. Toque em “Fazer Pix”

    Na tela inicial do aplicativo, toque no ícone “Fazer Pix”. Assim, você iniciará o processo de como fazer Pix e poderá transferir dinheiro com facilidade.

  3. Escolha os dados de quem vai receber

    O próximo passo é escolher os dados de quem vai receber o dinheiro. Você pode enviar sua transferência com a Chave Pix da pessoa ou com os dados bancários (banco, agência e número da conta).

  4. Insira o valor da sua transferência

    Digite o valor que deseja enviar via PIX e confirme. Depois escolha se deseja pagar com o saldo em conta ou usando um cartão de crédito. Caso opte pelo cartão, também escolha a quantidade de parcelas.

    A possibilidade de fazer Pix no cartão e parcelado é um dos benefícios do RecargaPay. Nem todos os aplicativos permitem essa operação, por isso, vale a pena aproveitar.

  5. Revise as informações e confirme

    Para evitar fazer Pix errado, você deve revisar bem todas as informações. Veja se a tela do celular mostra o nome correto da pessoa que vai receber o dinheiro, bem como se é a conta e banco que ela informou.

    Revisar as informações leva menos de 10 segundos e previne que você envie o dinheiro para a pessoa errada e tenha que entrar em contato com ela para solicitar o estorno.

    Após conferir tudo, conclua a operação.

Se você ainda ficou com dúvidas sobre como fazer um Pix, o vídeo abaixo mostra como o processo é ágil, confiável e prático no RecargaPay:

Como fazer um Pix em outros aplicativos: Caixa, Bradesco e Itaú

Como fazer um Pix em outros aplicativos: Caixa, Bradesco e Itaú

A seguir, mostraremos como fazer um Pix de maneira rápida e fácil nos aplicativos de alguns dos principais bancos do Brasil, como o Itaú, Caixa e Bradesco.

Como fazer PIX na Caixa

Para realizar o PIX no app da Caixa somente siga estes passos:

  • Entre no app Caixa e acesse a opção “PIX
  • Escolha o item “Enviar Pix” e selecione “Pagar com chave”
  • Digite a chave PIX de quem receberá e depois o valor a ser enviado
  • Confira todos os dados e confirme, depois digite a sua senha ou assinatura eletrônica.

Além disso, usuários que receberem via Caixa Tem também podem retirar seu dinheiro via PIX:

  • Abra o app Caixa Tem e digite seus dados de acesso
  • Encontre a opção “PIX” e clique nela
  • Escolha o item “Enviar e Sacar” e toque em “Pagar com chave”
  • Informe a chave PIX do recebedor e o valor a ser enviado.
  • Confira os dados que aparecerão na tela e digite a sua senha

O limite de envio de PIX na Caixa é R$30.000 para pessoas físicas e R$60.000 para pessoas jurídicas, a partir dos dados de sua plataforma oficial. A Caixa Econômica Federal foi uma das primeiras instituições a possibilitar o envio do PIX, por ser um banco com participação estatal.

Como realizar um PIX no Bradesco

O processo de como fazer um Pix utilizando o app Bradesco é necessário:

  • Entrar no aplicativo Bradesco e escolha a opção PIX
  • Escolher entre as opções de Chave, informações bancárias ou código QR do seu recebedor
  • Digitar os dados de quem vai receber e informar o valor
  • Conferir todos os dados na tela, digitar sua senha e confirmar a operação

O valor máximo do PIX no Bradesco é 50% do seu limite de TED. Você pode verificar e aumentar essa quantia dentro do próprio app, na opção “Meus limites”. É interessante notar que é possível ampliar também o limite das operações noturnas, entre 20h e 6h.

Como proceder um PIX pelo app Itaú

O passo a passo de como fazer um PIX utilizando o banco Itaú é o seguinte:

  • Acesse a sua conta pelo app Itaú e clique na opção “Enviar PIX”
  • Escolha qual o tipo de endereço que deseja utilizar para enviar
  • Escreva a informação do destinatário e o valor a enviar
  • Confira as informações e confirme o procedimento

Da mesma forma que o Bradesco, o Itaú permite enviar transferência de no máximo 50% do valor do TED. Essa quantia pode ser aumentada a partir do contato com a instituição.

Como cadastrar Chave Pix para fazer transferências?

Como cadastrar Chave Pix para fazer transferências?

Um dos requisitos de como fazer um Pix é ter uma chave cadastrada no aplicativo de pagamentos. Essa chave é o seu identificador dentro do sistema do Banco Central e, por isso, não dá para utilizá-lo sem uma.

No RecargaPay, você pode cadastrar a sua Chave da seguinte forma:

  • Toque em “Ver Mais”
  • Clique em “Minhas Chaves”
  • Toque em “Adicionar nova chave”
  • Escolha o tipo de chave que quer (CPF, e-mail, chave aleatória ou telefone)
  • Confirme

Em todos os aplicativos de pagamentos que usam o sistema, o caminho é mais ou menos o mesmo. Isso acontece porque o Banco Central (que criou o sistema) determinou que todas as empresas participantes devem seguir o mesmo padrão.

Por isso, caso você não use o RecargaPay, mas utilize outro aplicativo, pode tentar seguir os mesmos passos. Assim, o cadastro de Chaves novas fica sempre dentro da “Área Pix” dos aplicativos, normalmente uma seção própria intitulada “Minhas Chaves” ou “Gerenciamento de Chaves”.

O vídeo a seguir mostra como cadastrar uma chave em vários aplicativos diferentes:

Vale lembrar, também, que não existe uma Chave Pix que é melhor do que as outras. Ou seja, todas elas tem suas características próprias e são indicadas para um tipo de situação. O ideal, portanto, é que você cadastre uma chave de cada tipo para enviar e receber dinheiro com segurança em todas as situações.

É por isso que, hoje em dia, temos mais chaves Pix cadastradas do que habitantes no Brasil. Afinal, cada pessoa cadastra mais do que uma em média.

No total, você pode ter até 5 chaves cadastradas por conta que tiver em banco. No entanto, elas não podem nunca ser iguais. Ou seja, o seu CPF só pode estar cadastrado em uma instituição financeira. Você pode ter duas chaves de e-mail, por exemplo, desde que sejam e-mails diferentes.

Como funciona o Pix?

Como funciona o Pix?

O Pix é um sistema rápido de transferências, lançado pelo Banco Central em 2020. Suas características são:

  • Rapidez: As operações são concluídas em no máximo 10s
  • Segurança: Garantidos pelos sistemas antifraude, bloqueio cautelar e o mecanismo especial de devolução
  • Gratuito: As transações são gratuitas e ilimitadas para pessoas físicas e de baixo custo para jurídicas.

Qualquer pessoa, seja física ou jurídica, pode aprender como fazer um Pix e utilizá-lo no dia a dia. Para isso, basta possuir uma conta em um Banco ou carteira virtual.

Atualmente, o Pix é um dos principais métodos de transferências e pagamentos usados pelos brasileiros. Em apenas um dia, registrou-se mais de 73 milhões de transações com o Pix.

No entanto, infelizmente ainda não é possível cancelar um PIX, cabendo ao remetente buscar o recebedor e pedir que faça o estorno do valor.

De toda forma, a ferramenta conta com algumas interações interessantes, como os apps de fazer Pix com cartão de crédito, que permitem até mesmo que você parcele o seu pagamento em até 12x para se adequar a suas necessidades.

Como fazer um PIX Parcelado, QR Code, Agendado e PIX Saque e Troco?

Como fazer um PIX Parcelado, QR Code, Agendado e PIX Saque e Troco?

O PIX tradicional é bastante utilizado, entretanto, o próprio Banco Central já lançou outras maneiras para utilizar o sistema, como o PIX Parcelado, o PIX com QR Code, o PIX agendado e o PIX Saque e Troco.

Veja algumas das possíveis formas de fazer o seu PIX:

PIX parcelado

O PIX parcelado é uma maneira de dividir as transferências em até 12x utilizando um cartão de crédito. No entanto, atualmente apenas carteiras virtuais permitem fazer isso, como o RecargaPay, Nubank, PagBank, Ame Digital e o PicPay.

A maior diferença em relação entre como fazer um Pix tradicional e um parcelado é o método de pagamento. Nos passos finais de conclusão do envio de PIX é necessário escolher a opção “cartão de crédito”.

Para quem recebe, continua tudo igual: o dinheiro cai na conta na mesma hora. Entretanto, para quem paga, a diferença é poder parcelar o pagamento da transferência e pagá-la na fatura do cartão, em vez de tirar o dinheiro do saldo na hora. Ou seja, o pagamento é feito no futuro. Portanto, este é um método de como fazer Pix mesmo sem ter dinheiro na conta.

PIX com QR Code

O PIX com QR Code é uma ferramenta que facilita pagamentos a partir de um código quadrado o qual pode ser compartilhado ou impresso.

Esta é uma das maneiras mais práticas de como fazer um Pix. Somente é preciso apontar a câmera do celular para o código e automaticamente o endereço de pagamento será detectado. Vale ressaltar que o QR code Pix não demora e cai de forma instantânea, como todas as funções do Pix.

Além disso, caso precise receber pagamentos com esta funcionalidade, você poderá encontrar a opção “Receber com QR Code” no aplicativo de sua preferência. Dessa forma, você vai gerar um QR Code próprio e pode enviá-lo no WhatsApp, redes sociais ou simplesmente mostrá-lo na tela do celular para quem vai pagar.

Esse QR Code pode ter um valor definido (por exemplo, R$50) ou pode ter um valor aberto e o pagador define quanto vai transferir após ler o código.

PIX agendado

Uma útil funcionalidade dentro dos aplicativos é o PIX agendado. Com ele, o usuário é capaz de programar um pagamento para até 60 dias corridos. Quando realizar um pagamento, haverá esta opção na tela de confirmação.

Interessante notar que esse dispositivo pode ser cancelado antes da conclusão do envio. Isso pode usado quando não há certeza do pagamento a ser feito.

Além disso, o instrumento pode ser muito útil para destinar quantias apenas quando um saldo cair na conta do usuário, por exemplo.

PIX Saque e PIX Troco

Caso deseja receber dinheiro físico pelo sistema do BC, há a oportunidade de fazer um PIX Saque ou PIX Troco. Atualmente é possível obter até R$500 desta maneira.

Na modalidade saque você receberá todo o dinheiro do seu pagamento e no troco você será debitado em relação aos produtos que comprar.

Para fazer isso, basta encontrar um lugar que esta funcionalidade esteja disponível. Depois, avise a algum atendente sobre o procedimento e faça a transferência.

Qual a diferença entre Pix, TED e DOC?

Qual a diferença entre Pix, TED e DOC?

Os três são métodos de transferência de dinheiro entre contas de bancos no Brasil. No entanto, se diferenciam na disponibilidade da transferência, no custo e também na rapidez.

O Pix é, inegavelmente, o melhor de todos. Afinal, está disponível 24/7, não tem qualquer custo para o usuário Pessoa Física e a transferência cai na hora. Não é à toa que se tornou um dos métodos mais populares de pagamento no Brasil.

Já o TED é uma opção que pode ser usada do início do horário comercial (9h) até às 17h. A transferência cai no mesmo dia útil, se feita dentro desse horário. Se não, cai apenas no dia seguinte. Além disso, há um custo para a realização de um TED entre bancos diferentes. Cada instituição cobra uma taxa, mas gira em torno de R$10.

Com o DOC é parecido: ele tem uma disponibilidade maior (até às 22h), mas seu prazo de pagamento é pior: só cai no dia útil seguinte. O DOC também é gratuito se feito dentro do mesmo banco, mas há uma taxa (normalmente de R$10) se feito entre bancos diferentes.

Conclusão

Pudemos perceber como fazer PIX é fácil, rápido e prático. Em minha opinião, o uso do desse sistema é muito útil no dia a dia. Por isso, ele está crescendo cada dia mais na realidade do brasileiro.

Nossa recomendação é que o leitor encontre um aplicativo de pagamentos que permita explorar 100% do que o Pix tem a oferecer, como o parcelamento no cartão, a opção de saqueSaque e todas as outras funções. Nem todos os aplicativos permitem isso no momento.

Por fim, avisamos que todas as dúvidas acerca deste sistema poderá ser checadas no site oficial do Banco Central. Lá existem informações para usuários e empresas que estão optando para oferecer este modo de pagamento.